Sobre

O PEASA

Criado em meados de 1994, o PEASA se instala como um novo mecanismo destinado a articular e promover dentro da UFCG e das instituições de pesquisa e desenvolvimento do Estado da Paraíba, a realização de estudos e intervenções nas atividades de ensino, pesquisa e extensão relacionadas à temática do semiárido. Implanta uma metodologia de trabalho em que a ênfase na visão multidisciplinar é privilegiada e propagada. Sua finalidade é desenvolver as potencialidades de todas as instituições do Estado da Paraíba e da Região Nordeste que se prestam ao equacionamento e à criação de alternativas para os graves problemas desta importante parcela do território e da sociedade paraibana e nordestina. Visa, portanto, contribuir para o desenvolvimento do semiárido através dos meios e competência inerentes à universidade e demais instituições congêneres: a produção e a difusão de conhecimentos apropriados à região que possam ter sobre esta, efeitos dinamizadores. O PEASA, embrião de uma articulação maior entre o Estado e a sociedade, vai em busca de uma nova postura de ação, irmanada com o homem em suas raízes, preocupada com a qualidade de vida e com a preservação do meio ambiente.

OBJETIVOS

O PEASA tem como objetivo:

• Promover o desenvolvimento da sociedade regional do Semiárido em bases socialmente justas e ecologicamente sustentáveis, por meio do esforço e aperfeiçoamento da infraestrutura socioeconômica e dos sistema produtivo;

• Desenvolver a capacidade de assegurar a produção dos meios de sobrevivência e aumentar a competitividade da produção, permitindo melhorias na condição de vida da população da região do Semiárido nordestino.

ÁREAS DE ABRANGÊNCIA

O princípio norteador de atuação do PEASA é o desenvolvimento integrado, cujo aspecto mais relevante é a concentração de esforços multidisciplinares numa mesma área geográfica. Nesse sentido, o PEASA está atuando preferencialmente em seis áreas representativas de regiões fisiográficas de clima semiárido do Estado da Paraíba, denominadas de Unidades Geoambientais de Estudos e Ações – UGEA’s. Essas UGEA’s são verdadeiros laboratórios a céu aberto, onde as experiências adquiridas, a partir da difusão de tecnologias apropriadas e de processos organizacionais, estão sendo multiplicadas através da sociedade da região semiárida. Dentro desse contexto, espera-se que o processo de polarização do conhecimento venha a transformar as UGEA’s, a médio/longo prazo, em polos de desenvolvimento ou agropolos.

 

sobre-peasa-mapa

 

Essas bacias foram escolhidas de acordo com sua expressão geográfica, potencial produtivo, demografia e infraestrutura de produção e de apoio. A unidade geoambiental de trabalho em cada uma dessas regiões é a bacia hidrográfica.

ESTRATÉGIAS DE AÇÃO

Em cada uma das Unidades Geoambientais de Estudos e Ações (UGEA’s) está sendo desenvolvido um planejamento ambiental integrado. Do encontro das vertentes Comunitárias e Institucional resulta a interação da consciência dos problemas, que a primeira tem pela sua vivência, com o conhecimento dos problemas, que a segunda adquire por meio de estudos técnico-científicos.

ÁREAS DE ATUAÇÃO

O PEASA atua prioritariamente através de grupos integrados de pesquisa e extensão que atuam de forma multidisciplinar e interinstitucional, preferencialmente nas áreas abrangidas pelas UGEA’s, aproveitando na execução dos projetos, os recursos humanos e infraestrutura de laboratórios, veículos e equipamentos existentes em todas as instituições que participam em parceria com o Programa. Uma metodologia que abre espaço para um aprender-fazendo, interativo, co-participativo, democrático e acima de tudo, que se aproxima da realidade das comunidades atingidas pelo Programa.