Programa do Semiárido da UFCG é premiado na Categoria Nordeste do Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional

image002
O programa de Estudos e Ações para o Semiárido (PEASA/UFCG) foi destaque no Prêmio Celso Furtado de Desenvolvimento Regional 4ª Edição: homenagem a Milton Santos, obtendo o 2º lugar na classificação na Categoria VI – Nordeste – Inovação e Sustentabilidade, com o projeto “Transformando Vidas na Terra de Celso Furtado”. O projeto foi coordenado pela profª Mônica Tejo Cavalcanti, coordenadora técnica do PEASA e professora da Universidade Federal de Campina Grande/UFCG. O 1º lugar foi para o projeto Lago de Sobradinho: Plantando o Desenvolvimento Regional, de Rebert Coelho Correia, da Embrapa Semiárido-PE.

Este ano, o prêmio entrou na quarta edição e homenageia o geógrafo brasileiro Milton Santos, considerado por muitos como o maior pensador da história da Geografia no Brasil e um dos maiores do mundo. Esta edição conta com a inclusão de categorias específicas para a Amazônia, o Nordeste (semiárido) e Centro-Oeste (faixa de fronteira).

No total, são seis categorias: Produção do Conhecimento Acadêmico; Práticas Exitosas de Produção e Gestão Institucional; Projetos Inovadores para Implantação no Território; Amazônia – Tecnologia e Inovações para o Plano Regional de Desenvolvimento da Amazônia (PRDA); Centro-Oeste – Desenvolvimento para a Faixa de Fronteira; Nordeste – Inovação e Sustentabilidade. Os primeiros e segundos colocados em cada categoria receberão R$ 15 mil e R$ 10 mil, respectivamente.

O objetivo do prêmio é fomentar, discutir e divulgar estratégias que contribuam para o desenvolvimento regional em todo o País, levando em conta as potencialidades e a realidade de cada lugar.

Ascom Peasa/UFCG com informações do Ministério da Integração