Descoberto detalhe que possibilita a fecundação das plantas

Pesquisa coordenada pelo bolsista de Produtividade em Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Daniel Scherer Moura, resultou em um importante achado para os estudos da fecundação das plantas. O grupo identificou as proteínas que mantém a integridade do tubo polínico, preservando o material genético masculino.

A fecundação das plantas depende de o grão de pólen ser liberado por uma flor, alcançar outra flor da mesma espécie, e só então fertilizar seu óvulo. Nessa jornada, o grão de pólen – para proteger o material genético masculino que carrega – precisa crescer, se alongar, e virar o que os cientistas chamam de tubo polínico. Até agora, não se sabia exatamente como essa parte da fertilização acontecia.

O estudo que gerou a recente descoberta contou com pesquisadores da Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz” (ESALQ – USP) e de mais cinco universidades e foi publicado na revista Science.

Veja o vídeo completo, produzido pelo Canal USP, com mais informações sobre a pesquisa, contando com a participação do Professor Daniel Moura e da pesquisadora Tábata Bergonci, ex-bolsista de doutorado do CNPq, sob orientação de Moura.

Coordenação de Comunicação Social do CNPq com informações da USP